Comunica
Espírito Santo

FPSO Cidade de Vitória

O navio-plataforma FPSO Cidade de Vitória (afretado para Petrobras, sob operação da empresa Saipem) está fundeado no campo de Golfinho, localizado a cerca de 50 quilômetros da costa capixaba, no litoral do município de Aracruz (ES), e opera exclusivamente em poços do pós-sal.

A capacidade operacional máxima instalada no FPSO Cidade de Vitória é de 100 mil bpd e 3,5 milhões m3 gás. Sua produção ocorre a uma profundidade de lâmina d’água de 1386 metros e teve início no ano de 2007. Além do campo de Golfinho, o FPSO Cidade de Vitória também produz óleo e gás no campo de Canapu, que se localiza a 70 quilômetros da costa e teve sua produção iniciada no ano de 2010.

Os navios-plataformas do tipo FPSO (Floating Production Storage and Offloading) são unidades flutuantes de produção, armazenamento e transferência de petróleo e gás natural. A produção de óleo que é gradativamente armazenada nos tanques é escoada para as refinarias por meio de navios aliviadores, que nada mais são que navios petroleiros que, periodicamente, se ligam ao FPSO para receber o óleo e, assim, esvaziar os tanques do mesmo.

Já a produção de gás dos FPSO é comprimida por gasodutos submarinos para unidades em terra, responsáveis por receber, processar e escoar o gás natural e derivados. No caso do FPSO Cidade de Vitória, o gás é comprimido para a Unidade de Tratamento de Gás de Cacimbas (UTGC), em Linhares (ES), por meio de um gasoduto de 71 quilômetros de extensão.